Aumento do pênis

É possível aumentar o tamanho do pênis?

Existem diversas propagandas na internet, mas elas realmente funcionam?

Os homens costumam associar o tamanho “avantajado” do pênis como prova de masculinidade, o que inclui melhor desempenho sexual. Além da cultura, a pornografia reforçou a ideia de que a satisfação sexual está diretamente relacionada ao tamanho da genitália masculina. Apesar disso, 85% das mulheres se dizem satisfeitas com o tamanho do pênis dos parceiros.

Por isso, especialistas apontam que a necessidade clínica do procedimento só é válida em casos específicos, como micropênis, traumas (amputações e defeitos traumáticos) e condições urológicas, como a doença de Peyronie (problema que dificulta a ereção e a torna dolorosa), epispádias e hipospádias (condições em que a uretra masculina está no lugar errado) e retração peniana.

Várias propagandas online afirmam que extensores, dispositivos de vácuo, pílulas e cremes podem aumentar o tamanho do pênis. Mas esses métodos realmente funcionam?

 

Leia também:

 

 

É possível aumentar o pênis?

A maioria dos pacientes que procuram tratamentos para aumentar o tamanho do pênis possuem o órgão de tamanho normal, ou seja, eles estão adequadamente dimensionados para atividade sexual e micção.

Apesar do marketing apelativo, a Urology Care Foundation salienta que quase nenhum desses métodos funciona. Veja algumas evidências:

 

Dispositivos de tração

Os dispositivos de tração visam aumentar o comprimento do pênis esticando o tecido peniano. O paciente coloca um peso ou uma pequena moldura extensível no pênis flácido para alongá-lo suavemente.

De acordo com uma análise científica de 2010, os extensores penianos são a única técnica que apresentam evidências do alongamento peniano, em alguns casos, os resultados podem ser iguais ou superiores aos cirúrgicos.

Vários estudos investigaram os efeitos dos dispositivos de tração, com resultados variados. Alguns dados sugerem que os dispositivos podem alongar o pênis em até 1-3 cm.

Na maioria desses testes, os participantes usaram os dispositivos entre 4 e 6 horas por dia. Em um deles, durante 9 horas por dia.

Os pesquisadores também investigam se o uso de dispositivos de tração antes ou depois da cirurgia peniana pode melhorar os resultados.

A comprovação relativa aos dispositivos de tração é, no entanto, limitada. Determinar sua segurança e eficácia exige mais pesquisas, e a Urology Care Foundation atualmente não recomenda sua utilização.

 

Aparelhos de vácuo

O dispositivo de vácuo é composto por um tubo que se encaixa sobre o pênis. A saída de ar cria um vácuo que atrai sangue para o pênis, causando um inchaço.

Os pacientes geralmente usam esses dispositivos para tratar disfunção erétil. Porém, nenhuma evidência científica sugere que eles possam de fato, aumentar o tamanho do pênis.

 

Comprimidos e cremes

Muitas pílulas e cremes diferentes prometem aumentar o tamanho do pênis. Em sua maioria, eles tendem a conter várias vitaminas, minerais, ervas ou hormônios.

No entanto, não existem evidências científicas significativas de que esses métodos podem realmente funcionar.

 

Cirurgia de aumento de pênis

A faloplastia é uma cirurgia que atende a dois objetivos distintos: reconstrução, quando por algum motivo o paciente perde uma parte do órgão (acidente ou doença) e a de aumento de pênis. É um procedimento realizado em alguns centros universitários específicos, quando o paciente é diagnosticado com micropenis ou quando o tamanho do órgão é inferior a 8 centímetros ereto

No âmbito cirúrgico, é possível aumentar o comprimento ou o diâmetro do órgão através de duas cirurgias diferentes:

Na primeira, o cirurgião faz o pênis aumentar ao fazer a liberação do ligamento suspensor do pênis, expondo parte que normalmente fica escondido na pélvis. Na outra cirurgia, o médico enxerta algum material (geralmente tecido adiposo) entre a pele e o interior do pênis, preenchendo o órgão. Os procedimentos têm, em média, duas horas de duração e requerem anestesia peridural.

No entanto, as cirurgias podem expor o paciente a muitos riscos: como a diminuição do ângulo de ereção e a retração do pênis caso a cicatrização não ocorra de maneira satisfatória. Também há perigo de infecções e queloides (grandes cicatrizes permanentes).

 

O que fazer?

Há um consenso entre os especialistas sobre a necessidade de que o paciente procure aconselhamento psicológico antes de optar por uma intervenção para o aumento do pênis.

Como já mencionei acima, a maior parte deles possui órgãos com tamanhos considerados normais (no Brasil, o tamanho médio é 14cm). Nesses casos, o interesse pelo aumento peniano envolve a expectativa de ter um melhor desempenho sexual – ou mesmo transtornos de imagem nos quais o paciente enxerga seu órgão como sendo menor do que realmente é.

Dessa forma, é importante que o paciente procure por especialistas que possam aconselhar e gerenciar os diversos aspectos da queixa do paciente.

Para saber sobre Terapia Sexual ou Disfunções Sexuais agende sua consulta pelo telefone: (31) 3097 1308 ou me acompanhe pelas redes sociais: @doutormax

0 respostas

Deixe uma resposta

Participe da discussão.
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *