10 maneiras de aumentar a libido

Conheça 10 maneiras de aumentar o desejo sexual

Libido, ou desejo sexual, pode variar de pessoa para pessoa. Pouco desejo sexual não é necessariamente um problema, mas existe uma variedade de métodos naturais que podem ajudar a incrementar o desejo sexual.

Doutor Max explicando sobre a baixa libido

Ansiedade, dificuldades no relacionamento, problemas de saúde e a idade podem afetar a libido. Embora uma baixa libido geralmente não signifique um problema, ela pode afetar os relacionamentos e a autoestima de uma pessoa.

Neste artigo, pontuo algumas maneiras pelas quais homens e mulheres podem aumentar sua libido usando algumas dicas.

Leia também:

 

Aumentando o desejo sexual dos homens

A libido nos homens está intimamente relacionada aos níveis de testosterona, que declinam naturalmente à medida que os homens envelhecem. A terapia de reposição da testosterona pode ajudar alguns pacientes.

Em homens com deficiência de testosterona, ou hipogonadismo, a terapia de reposição de testosterona pode resultar em melhora da libido, reduzir os sintomas da depressão e melhorar a função erétil, de acordo com uma pesquisa de 2017.

Há algumas evidências que sugerem uma relação entre determinados alimentos ou suplementos e o aumento dos níveis de testosterona. Algumas pesquisas sugerem que os ácidos graxos, zinco, vitamina D e ômega-3 podem ser importantes componentes dietéticos da testosterona.

 

Aumentando o desejo sexual das mulheres

Jovem mulher loira sorrindo ao sentir o perfume do buquê de flores que segura com as mãos

Hormônios relacionados ao sexo, como estrogênio e compostos semelhantes ao estrogênio, também podem afetar o desejo sexual feminino.

Muitas mulheres experimentam uma queda na libido e no funcionamento sexual durante menopausa, quando os níveis de estrogênio caem. A terapia de reposição de estrogênio pode ajudar algumas pacientes.

Secura vaginal é outro sintoma da menopausa. Por isso, usar lubrificantes durante a atividade sexual pode aumentar o prazer da parceira.

Certas pílulas anticoncepcionais também podem diminuir a libido. Dessa forma, se a paciente suspeitar que sua contracepção hormonal está afetando seu desejo sexual, deve comunicar ao médico e consultá-lo a respeito de uma eventual mudança do tipo de pílula.

 

Maneiras naturais para aumentar a libido

Homens e mulheres podem aumentar sua libido praticando as dicas a seguir:

1.  Gerenciar a ansiedade:

Ansiedade intensa é uma barreira comum para o desejo sexual entre homens e mulheres. Seja ansiedade devido ao estresse em geral, ou ansiedade específica relacionada ao sexo.

Pessoas com um cronograma intenso de trabalho, responsabilidades, além de outros fatores estressantes podem se sentir fatigados e, como resultado, ter um baixo desejo sexual.

A ansiedade e o estresse também podem dificultar a ereção. Uma revisão de 2017 sobre disfunção erétil em homens jovens sugeriu que a depressão e a ansiedade podem prejudicar o desejo sexual, provocando uma redução da libido e aumento da disfunção sexual.

Existem muitas opções para controlar a ansiedade e melhorar a saúde mental, como:

  • Ter uma boa noite de sono
  • Relaxar e ter tempo para um passatempo
  • Exercitar-se regularmente
  • Ter uma dieta nutritiva
  • Trabalhar para ter relacionamentos mais saudáveis
  • Conversar com um terapeuta

 

2.  Melhorar a qualidade do relacionamento

Muitas pessoas experimentam uma calmaria no desejo e na frequência sexual em certos pontos de um relacionamento. Isso pode ocorrer depois de estar com alguém por muito tempo, ou se uma pessoa percebe que as coisas não estão indo bem em suas relações íntimas.

Concentrar-se em melhorar o relacionamento pode aumentar o bdos parceiros. Isso pode envolver:

  • Encontros românticos
  • Desempenhar outras atividades juntos
  • Praticar comunicação aberta
  • Planejar um tempo juntos, com ampla dedicação dos parceiros

 

3.  Concentrar-se nas preliminares

Melhores experiências sexuais podem aumentar o desejo do casal por sexo, aumentando assim sua libido. Em muitos casos, os parceiros podem melhorar suas experiências sexuais investindo mais tempo nos toques, nos beijos, no sexo oral, ou ao tentar coisas novas como brinquedos sexuais.

Para as mulheres, as preliminares podem ser especialmente importantes. De acordo com algumas pesquisas de 2017, cerca de 18% das mulheres têm orgasmos apenas por relações sexuais, enquanto 33,6% das mulheres relatam que a estimulação do clitóris é necessária para o orgasmo.

 

4.  Sono de qualidade

Despertador em foco sobre o criado mudo, ao lado da cama onde dorme um casal.

Uma boa noite de sono pode melhorar o humor geral e os níveis de energia de uma pessoa, e algumas pesquisas também relacionam a qualidade do sono à libido.

Um pequeno estudo realizado com mulheres em 2015, sugeriu que dormir mais durante a noite anterior aumentava o desejo sexual no dia seguinte. As mulheres que tiveram noites mais longas de sono relataram maior excitação genital do que aquelas com menos tempo de sono.

 

5.  Dieta nutritiva

Seguir uma dieta nutritiva pode beneficiar o desejo sexual, promovendo uma boa circulação e a saúde do coração, além de evitar o consumo de alguns alimentos responsáveis por diminuir a libido.

A síndrome metabólica e a doença cardiovascular podem afetar o funcionamento sexual físico. Além disso, a síndrome do ovário policístico pode afetar os níveis hormonais, que também podem perturbar a libido.

Estabelecer uma dieta rica em vegetais, pobre em açúcar e rico em proteínas magras pode ajudar a prevenir distúrbios que afetam a libido de modo geral.

 

6.  Faça uso das ervas

Existem poucas pesquisas sobre como os remédios fitoterápicos são eficazes na melhora da função sexual em homens e mulheres, embora algumas pessoas possam considerá-los benéficos.

Um estudo de 2015 afirma que existem dados limitados, mas emergentes, de que alguns remédios fitoterápicos podem melhorar a função sexual.

No entanto, é preciso ter cuidado ao usar medicamentos à base de plantas sem a recomendação médica. Alguns medicamentos fitoterápicos podem interagir com outros de uso diário, e prejudicar o tratamento.

Aposte em chás relaxantes e calmantes que inspirem uma boa noite de sono.

 

7.  Peso ideal

Alguns cientistas associam sobrepeso e obesidade ao baixo desejo sexual, juntamente com outros fatores relacionados à redução da fertilidade. Isso está associado a fatores hormonais, como baixas concentrações de testosterona.

Algumas pessoas que estão com sobrepeso também podem experimentar efeitos psicológicos, como menor confiança corporal.

Manter um peso saudável pode melhorar o desejo sexual, tanto física quanto psicologicamente.

 

8.  Exercícios regulares

Jovem casal correndo na praia

Fazer exercícios regularmente pode ajudar a libido de várias maneiras. Um estudo de 2015, submeteu alguns homens a terapia de privação androgênica, que reduz os níveis de testosterona, e descobriu que o exercício regular ajudou os homens a lidar com questões como preocupações com a imagem corporal, baixa libido e mudanças de relacionamento.

Uma revisão de 2010 com mulheres diagnosticadas com diabetes cita pesquisas mostrando que o exercício pode ajudar a reduzir os sintomas relacionados a doença.

 

9.  Parar de fumar

Fumar cigarros pode ter um impacto negativo no sistema cardiovascular. A boa saúde do coração é importante para um bom funcionamento sexual.

Muitos ex-fumantes, após abandonarem o vício, relataram que seus níveis de energia e desejo sexual aumentaram.

 

10.  Tentar a terapia sexual

O desejo sexual é complexo, compreendendo uma gama de componentes psicológicos e físicos. Mesmo quando portando uma condição física que afeta a libido, como o diabetes, melhorar a resposta emocional e psicológica ao sexo pode melhorar a libido e o funcionamento sexual.

A terapia é uma estratégia eficaz para aumentar a baixa libido.

O aconselhamento individual pode ajudar a abordar visões negativas sobre sexo, autoestima e causas secundárias de baixa libido, como depressão e ansiedade.

O aconselhamento sobre o relacionamento pode ajudar alguns casais a trabalhar os fatores que afetam seu desejo sexual.

Além das conversas, a terapia da atenção plena também pode ajudar.

Um estudo de 2014 descobriu que apenas quatro sessões de terapia cognitivo-comportamental baseada em mindfulness, em um ambiente de grupo, melhoraram o desejo sexual, a excitação sexual e a satisfação sexual das mulheres.

Já falei em mais detalhes sobre Mindfulness nesse artigo, clique para ler.

Saiba mais sobre as opções de tratamento e a Terapia Sexual pelo telefone: (31) 3097-1308

Para ter acesso a mais conteúdos sobre Sexologia e Urologia, me acompanhe nas redes sociais: @doutormax

0 respostas

Deixe uma resposta

Participe da discussão.
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *